Apesar da vacina contra o Covid-19 ser um dos assuntos mais comentados do momento, ela ainda não chegou ao Brasil, por enquanto só temos acordos para produção da mesma no país. Portanto, devemos continuar tomando todo o cuidado possível como: manter o distanciamento, uso de máscara e higienização das mãos e objetos. A luta ainda não acabou.   

Nós definimos objetivos [com grupos prioritários] para a vacinação, porque não temos uma vacina para vacinar toda a população brasileira. Além disso, os estudos não preveem estar trabalhando com todas as faixas etárias inicialmente, então não teríamos mesmo como vacinar toda a população brasileira”, de acordo com a coordenadora do Programa Nacional de Imunização, Francieli Fontana 

Mas qual a situação atual do Corona Vírus no Brasil? 

 

Gráfico Covid-19 no Brasil

Após uma leve queda desde agosto até o começo de novembro, os casos só aumentam no Brasil. Foi registrado que a média de mortes por Covid-19 é a maior desde 11 de outubro. 

Fique alerta: quem já foi infectado, pode ser novamente 

Mesmo sendo raro, já foram registrados casos de pessoas que contraíram o vírus uma segunda vez, havendo até mesmo morte.   
Quem já pegou o vírus, ainda pode contraí-lo ou transmiti-lo para outras pessoas, não cometa esse descuido com você ou com o próximo.  

A COVID-19 afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. A maioria das pessoas infectadas apresentará sintomas leves a moderados da doença e não precisarão ser hospitalizadas. 

Sintomas segundo o Ministério da Saúde: 

  • Tosse 
  • Febre 
  • Coriza 
  • Dor de garganta 
  • Dificuldade para respirar 
  • Perda de olfato (anosmia) 
  • Alteração do paladar (ageusia) 
  • Distúrbios gastrintestinais (náuseas/vômitos/diarreia) 
  • Cansaço (astenia) 
  • Diminuição do apetite (hiporexia) 
  • Dispnéia (falta de ar) 

Lembrando: O vírus que causa o COVID-19 se espalha principalmente por meio de gotículas produzidas quando uma pessoa infectada tosse, espirra ou expira. Essas gotas são muito pesadas para permanecerem no ar e se depositam rapidamente no chão ou superfície. 

Se você estiver perto de uma pessoa com COVID-19, pode ser infectado ao inalar o vírus ou ao tocar em uma superfície contaminada e, em seguida, esfregar as mãos nos olhos, nariz ou boca. 

Portanto, a manutenção de todas as medidas de segurança e higiene é essencial e não podemos deixar de nos prevenir. 

EPI’s – Proteção para quem está à frente dessa luta. 

O uso de Equipamentos de Proteção Individual nunca se fez tão fundamental como neste momento em que vivemos, considerando a grande capacidade de contaminação do Covid 19. Máscara, avental, protetor ocular ou protetor de face, e luvas de procedimento são itens indispensáveis para todos os médicos e agentes de saúde que estão trabalhando incessantemente no combate ao coronavírus. (Leia também: Coronavírus: Cuidados que podem salvar vidas) 

Cuidados para o público em geral: 

  • Utilizar máscara e luvas sempre que sair de casa; 
  • Evitar o contato das mãos com o rosto; 
  • Evitar ambientes com aglomeração de pessoas; 
  • Manter a distância de pelo menos 1,5 metros de outras pessoas; 
  • Tomar cuidados com a alimentação para manter e fortalecer a imunidade; 
  • Se fizer parte do grupo de risco, fique em casa. 

É preciso lembrar também que mesmo quem não está no grupo de risco precisa seguir todas as medida de prevenção, foi constado que 25% das vítimas fatais do COVID-19, desde o primeiro registro da doença no país, tinham menos de 60 anos e não possuíam doenças pré-existentes que agravam os sintomas.  

Isso significa que um quarto dos mortos por coronavírus em todo o país estava fora do grupo de risco da doença. 

(Leia mais em: Coronavírus: Retomada Segura das atividades sociais e Perigo também para quem não está no grupo de risco

 Mas não perca a esperança! 

Estamos conversando com os laboratórios e acompanhando os estudos. Dessa forma vamos desenhar a vacinação no país”. 

Tanto no Brasil como em todos os países se está estudando os imunizantes, as vacinas. Nenhuma vacina está registrada em nenhum órgão sanitário no mundo”, disse o secretário-executivo Elcio Franco 

Quatro laboratórios estão fazendo testes de possíveis vacinas no Brasil: Sinovac, Oxford e AstraZeneca, Janssen e BioNTech/Pfizer. Os dois primeiros já têm algum acordo para fornecimento de doses.   

Mantenha a esperança, mas também, continue com os pés no chão: A prevenção precisa continuar! A Kevenoll, está junto com você nessa luta! 

A Kevenoll do Brasil declara o seu total apoio a todos os profissionais de saúde na luta para conter o Novo Coronavírus. Siga as recomendações de prevenção. Fique em casa. Cuide de você e do seu próximo.